MIEGSI

MIEGSI - Mestrado Integrado em Engenharia e Gestão de Sistemas de Informação

O MIEGSI resultou da combinação da Licenciatura em Tecnologias e Sistemas de Informação (LTSI) com o Mestrado em Engenharia e Gestão de Sistemas de Informação (MEGSI).
Estes cursos - LTSI e MEGSI - foram o resultado da adaptação (adequação) da Licenciatura em Informática de Gestão (LIG) ao modelo de ensino superior instituído em 2006 (Processo de Bolonha).
O MIEGSI constitui-se assim como a 3ª geração de formação especializada visando a formação inicial de profissionais em TSI na Universidade do Minho:
  • 1ª geração -  LIG - de 1990/1991 a 2006/2007 (pré-Bolonha);
  • 2ª geração -  LTSI - de 2007/2008 a 2011/2012   +   MEGSI - de 2008/2009 a 2012/2023;
  • 3ª geração -  MIEGSI - a partir de 2012/2013.

Ao longo destas 3 gerações, e apesar das alterações de designação, dos ajustes realizados no processo formativo e também da evolução do perfil profissional em TSI, o objectivo da formação manteve-se: formar profissionais de TSI. Na sua nova designação, o nome da área científica - sistemas de informação (SI) ou tecnologias e sistemas de informação (TSI) - é substituído por títulos profissionais que julgamos sugerirem o nível de formação superior que é necessário para a condução dos correspondentes atos de profissão.

Nos termos da regulamentação em vigor (número 3 do artigo 19º do Decreto-Lei 1007/2008 de 25 de junho que regulamenta os graus académicos e diplomas do ensino superior), aos estudantes do MIEGSI que tendo concluído os 3 primeiros anos do curso e não pretendam obter o grau de mestre será atribuído o grau de Licenciado em Tecnologias e Sistemas de Informação.


O MIEGSI em poucas linhas


Objectivos

O MIEGSI visa a formação de profissionais de engenharia e gestão de sistemas de informação. Entende-se por engenharia e gestão de sistemas de informação um perfil profissional que combina competências de engenharia informática e de gestão focada nas TI. O papel dos engenheiros e gestores de sistemas de informação é o de usarem as TI e suas aplicações em benefício das organizações. Os artefactos informáticos são vistos como um meio para a melhoria do funcionamento das organizações e não o fim em si.

Atos de profissão

Os principais atos de profissão ao alcance dos mestres em EGSI incluem:

  • intervenções organizacionais relacionadas com a adopção de TI;
  • gestão das tecnologias e dos sistemas de informação organizacionais;
  • engenharia do trabalho e dos processos organizacionais;
  • gestão do conhecimento organizacional.

Os graduados em EGSI deverão ainda possuir competências de construção de artefactos informáticos para poderem envolver-se também em atos de profissão relacionados com a construção de aplicações informáticas ou do estabelecimento da infraestrutura TI da organização.

Competências

Para além de revelarem destreza em tirar partido das TI em benefício das organizações pretende-se ainda que os recém-graduados pelo MIEGSI demonstrem qualidades tais como: sentido de responsabilidade e ética profissional; capacidade de aprendizagem e de adaptação a novas situações; atenção à evolução das TI e às oportunidades da sua aplicação; atitude reflexiva; postura de liderança; familiarização com o processo de investigação e desenvolvimento (I&D) por forma a acompanharem a evolução do corpo de conhecimento da área e a participarem na sua exploração e desenvolvimento.

Saídas profissionais

Aqueles atos de profissão combinam saberes e competências de TI e de organização e gestão. Podem ser realizados em qualquer organização, independentemente da sua dimensão ou sector da economia. Podem ainda ser realizados em empresas de consultoria de gestão e de TI. O MIEGSI corresponde a um perfil profissional relevante em PMEs onde disponibiliza competências de TI e de melhoria organizacional.

Alinhamento com recomendações internacionais

O MIEGSI está alinhado com as recomendações da AIS (Association for Information Systems) para currículos de profissionais em TSI, quer no que diz respeito aos resultados de aprendizagem quer no que respeita a capacidades gerais (soft skills).

Justificação
A mudança da 2ª para a 3ª geração de formação superior em TSI - MIEGSI - foi justicada com as seguintes razões:
  • os atos de profissão de EGSI acima referidos exigem um nível de capacidades típicas da formação de 2º ciclo, no que diz respeito a: compreensão da tecnologia; compreensão do domínio onde a tecnologia é aplicada; aplicação de conhecimento técnico-científico; sentido crítico e de julgamento; comunicação científica e técnica;
  • entende-se ser importante que a formação na vertente de informática seja devidamente articulada com a vertente de formação que proporciona a adequada compreensão do contexto da utilização das TI; só é possível concretizar esta segunda vertente de formação em fase mais avançada do curso (a partir do 4º ano);
  • as competências EGSI que é possível desenvolver num primeiro ciclo de 3 anos correspondem a um perfil indiferenciado; a entrada no mercado de trabalho nesta altura cria obstáculos ao desenvolvimento de perfis profissionais com mais potencial de impacto nas organizações.

Acesso nacional ao ensino superior - candidatura ao MIEGSI
    No concurso de acesso nacional ao ensino superior, os candidatos interessados em ingressar no MIEGSI deverão ter como provas de ingresso: 19 Matemática A.

Vagas e regime de funcionamento
Diurno e Pós-Laboral (2 edições do mesmo ciclo de estudos).
Para a edição em regime diurno estão reservadas 50 vagas e para a edição em regime pós-laboral estão reservadas 20 vagas.


Vista geral do ciclo de estudos MIEGSI
Versão finalização por dissertação
(Na versão finalização por projecto os estudantes frequentam mais 2 unidades curriculares optativas e a unidade curricular Projeto tem menor peso que a unidade curricular Dissertação (menos 10 créditos); nos documentos em anexo será possível obter mais informação sobre estas diferenças)



Ċ
Joao Álvaro Carvalho,
07/07/2012, 05:11
Ċ
Joao Álvaro Carvalho,
07/07/2012, 05:17
Comments